Evitrinne Amor à Saúde: Outubro 2014

sexta-feira, 31 de outubro de 2014

Ovos: quantos devemos comer?

O ovo é considerado o 2º melhor alimento do mundo pela OMS.

É comum ouvirmos que o ovo causa colesterol. Na realidade não existe nenhum estudo que o comprove. Pelo contrário, o ovo (cozido ou frito em óleo de coco) baixa o colesterol. 

É lamentável que os próprios médicos não se dêem ao trabalho de fazer essa mesmo pesquisa e que simplesmente se deixem levar por um mito. Sim, o ovo faz mal, mas se for frito em óleo comum, mas isso acontece com qualquer alimento. Batata frita em óleo comum também tem os mesmos malefícios. Ou seja, não é o ovo que faz mal, são os alimentos fritos em óleo refinado que fazem mal. 

Os estudos que eu li referem exactamente o contrário do que se diz: o ovo baixa o colesterol. 

Experiência:

Depois que descobri esta informação, começamos a consumir mais ovos cá em casa. Consumo até 3 ovos por dia. A minha mãe tinha o colesterol um pouco alto, mas sempre se recusou à medicação. Depois de começar a comer os ovos diariamente, o colesterol dela baixou. Impressionante. 


Composição do ovo:
  • Rico em vitamina B12
  • Contém 20 aminoácidos
  • Rico em proteína (1 ovo contém 20% da proteína que necessitamos num dia)
  • Contém 14 minerais
  • 12 vitaminas
  • Carotenóides
  • Ácidos graxos saturados
  • Ácidos graxos insaturados

Benefícios do ovo:
  • Anti-inflamatório
  • Emagrece - porque aumenta a adiponectina (a maior hormona que temos no organismo)
  • Aumenta HDL
  • Diminui os níveis de insulina - benéfico para diabetes
  • Ajuda nas doenças cardiovasculares
  • Ajuda na degeneração macular (cegueira) - provocada pela idade
  • Previne cataratas
  • Ajuda na saúde da retina
  • Trata alergias devido ao zinco que contém
  • Bom no tratamento de artrite porque contém glutationa

Como consumir os ovos:
  • Prefira ovos biológicos porque contém 20 vezes mais Ómega 3 que o não biológico. Mas se não tiver acesso ao biológico, como dos normais. O ovo é um alimento essencial e não pode faltar na nossa alimentação diária. 
  • Como os ovos cozidos ou então fritos em óleo de coco (é um óleo benéfico e não prejudica a saúde).
  • Com o aumento da idade devemos aumentar o consumo de ovos, porque eles ajudam na prevenção e tratamento de muitos problemas que a idade acarreta: problemas de visão, artrite, etc.
  • Pode ingerir 2 a 4 ovos até aos 30/40 anos e vai aumentando com a idade e de acordo com as suas necessidades.

Ver vídeo do Dr. Lair Ribeiro a falar sobre os benefícios do ovo. 

Artigos Relacionados:

quarta-feira, 29 de outubro de 2014

Açúcar e adoçante: malefícios

O açúcar está presente em quase todos os alimentos industrializados, basta lermos os rótulos. É uma situação preocupante, uma vez que se trata de um anti-nutriente, ou seja, para além de não alimentar traz malefícios ao organismo. 

Malefícios do Açúcar:


  • Estimula o crescimento de bactérias e fungos
  • Predispõe as pessoas a infecções
  • Inflamações em geral, nomeadamente das articulações e músculos

  • Problemas dentários
  • Candidíase
  • Produção de muco
  • Piora os sintomas em asmáticos
  • Enfraquece o sistema imunitário - diminui a capacidade dos glóbulos brancos combaterem as bactérias
  • Rouba nutrientes ao organismo - por ser uma alimento altamente ácido
  • Redução de energia - o açúcar revela uma falsa energia, porque dá um pico de uma energia e depois rapidamente sente fadiga e vontade de comer novamente. E essa energia que revela é bastante desconfortável, deixando as pessoas mais nervosas.
  • Grande desgaste do pâncreas e das glândulas supra-renais
  • Diabetes

Fontes de açúcar saudáveis:
  • Fruta
  • Frutos secos
  • Mel
  • Açúcar mascavado (este apenas deve ser usado ocasionalmente para confeccionar bolos, por exemplo)
  • Açúcar de coco

Nota: 

Não use adoçantes. Os químicos de são feitos são mais prejudiciais do que o açúcar normal. O adoçante é conhecido por lesar o sistema nervoso central e provocar Alzheimer. Existem muitos alimentos que dizem não conter açúcar, mas na verdade eles têm adoçantes.

Tome o seu café sem nada, ou ponha um pouco de mel. 

Não dê açúcar aos seus filhos. Vai prejudicar a saúde deles, e o seu desenvolvimento. Mesmo a nível escolar, eles poderão ter dificuldades de concentração se consumirem açúcar em grandes quantidades.  

Evite alimentos industrializados, a maioria tem açúcar incorporado porque torna o alimento mais saboroso e mais viciante. 

Fontes principais:
John Mckenna - Alternativas aos Antibióticos
Dr. Lair Ribeiro

Artigos Relacionados:

sábado, 25 de outubro de 2014

Aterosclerose: como evitar ou tratar?

Aterosclerose é uma inflamação que leva à formação de placas nos vasos sanguíneos. Estas placas são normalmente formadas por gordura ou por calcificação e levam ao estreitamento da artéria, dificultando a passagem do sangue, o que dá origem a doenças como o AVC e/ou Doenças Cardiovasculares. 


Causas:
  • Hipertensão Arterial - leva à pressão das artérias, criando lesões, expondo-a à formação de placas.
  • Diabetes 
  • Consumo de gorduras más - excesso de gordura animal, óleos refinados, manteigas...
  • Consumo de sal refinado
  • Consumo de açúcar
  • Consumo de hidratos refinados (farinhas, pão, massa...)
  • Sedentarismo
  • Consumo de álcool - dificulta o trabalho do coração e ameaça a vida das células no sangue
  • Ingerir alimentos inflamatórios


O que deve evitar:
  • Evite o excesso de carne
  • Evite os lacticínios 
  • Elimine as gorduras refinadas: óleos e margarinas
  • Evite o consumo de hidratos refinados (massas, pão, farinhas, arroz branco) pobres em fibras, prejudicando a limpeza do sangue.
  • Evite o excesso de café
  • Elimine o sal refinado (aumenta a pressão arterial)
  • Elimine os produtos industrializados (contém gorduras más, açúcar, excesso de sódio e conservantes)

O que consumir:
  • Alimentação Antioxidante: frutas vermelhas, Açafrão da Índia...
  • Alimentos Ricos em Ómega 3: sardinha, salmão, atum, sementes de linhaça, sementes de chia... (tem processo anti-inflamatório)
  • Consuma muita verdura crua às refeições (entre metade até 3 quartos do prato)
  • Alimentação rica em magnésio (para descalcificar as artérias)
  • Consuma Chlorella: tem acção alcalinizante e desintoxicante do organismo.

Dê sempre preferência a uma alimentação natural. Natural significa que veio da natureza e não de uma fábrica, onde passou por vários processos, nos quais foram eliminados os minerais, e foram acrescentados óleos refinados, sódio, açúcar, conservantes, etc. 

Este género de alimentos, além de não nutrir o organismo, vai fornecer grandes quantidades de malefícios, obrigando o organismo a um grande esforço para os eliminar. 

Esse esforço, que normalmente não é eficaz, consiste numa descarga de minerais (responsáveis pela limpeza e alcalinização do organismo), levando o organismo a uma deficiência desses minerais. 

Nós somos o que comemos. Se tiver uma boa alimentação, uma boa hidratação e praticar exercício físico vai manter um organismo alcalino. E nenhuma doença instala-se num organismo alcalino. 

Artigos Relacionados:

quinta-feira, 23 de outubro de 2014

Fórmulas para Evitar e Eliminar Cálculos Renais

Problemas renais na actualidade: Hoje em dia são cada vez mais comuns os problemas renais. O estilo de vida das pessoas assim o promove: excesso de carne, leite, alimentos inflamatórios, ácidos, repletos de toxinas, açúcar, álcool, excesso de feijão rico em purina, etc. 

Apresento aqui duas receitas descritas por um médico de origem Japonesa - Dr. Kunio Inamoto - que refere ter efeitos muito positivos nos pacientes. 

1ª Receita: Retirar cálculos renais: 

1- Colocar num recipiente, aproximadamente 1/2 litro de leite de vaca e aquecer. Quando estiver para ferver, desligar o fogo e acrescentar uma colher de chá de Bitartarato de Sódio (Cremor de Tártaro). O leite vai talhar.

2- Separe o soro com um coador, deixe arrefecer naturalmente e guarde no frigorífico.~

3- Dosagem: tomar o conteúdo preparado em, pelo menos, 2 dias. 

4- Repita a operação, em média, por 30/60 dias.

5- Consumir diariamente, no mínimo, 18 comprimidos de Dia Chlorella.

6- Consumir 4 a 6 cápsulas de Diuretic (opcional)


2ª Receita: Evitar a Formação de Novos Cálculos Renais

1- Tomar diariamente pelo menos 6 a 8 copos de água.

2- Evitar o consumo excessivo de sal e alimentos ricos em purina (feijão em geral).

3- Caso houver, eliminar metais tóxicos e parasitas do organismo.

4- Equilibrar o processo neuro-endócrino (funções hormonais).

5- Continuar o Consumo de Dia Chlorella e fazer os exames periódicos de metais pesados, toxinas e parasitas (período médio: a cada 3 anos).

6- Consumir alimentos de forma balanceada e de preferência, manter o sistema digestivo, hepático, circulatório e neuro-endócrino em boas condições de funcionamento.


Boa alimentação: 

Lembre-se que o estilo de vida e a alimentação são fundamentais. A alimentação deve ser maioritariamente alcalina
  • Evite ao máximo a carne (promove a criação de cálculos renais), dando preferência ao peixe. 
  • Elimine alimentos inflamatórios, o leite (promove a criação de cálculos renais), o álcool e o açúcar que destrói a flora intestinal e obstruem o fígado e os rins. 
  • Dê preferência aos legumes e vegetais crus que ajudam nos problemas renais.
  • Beber muita água para limpar o organismo e os rins. A água ajuda o rim a excretar a sujidade nele depositada. 
  • O feijão, de uma forma geral, não é bom para os rins. Segundo este médico, o único feijão aceitável para os problemas renais é o feijão Azuki, pequenino e redondinho. Ter em atenção, que, se o feijão for longo poderá não se tratar verdadeiramente deste feijão Azuki. 
  • Evitar ao máximo alimentos industrializados.
  • Elimine o sal de mesa constituído apenas por cloreto de sódio. Escolha o sal marinho tradicional rico em sais minerais. 
  • Faça exercício físico para ajudar a eliminar as toxinas do organismo. 
  • Mantenha a saúde do seu intestino. A saúde do nosso organismo começa aqui. Se o intestino estiver fragilizado pela má qualidade do que ingerimos, ele vai deixar de absorver o que interessa ao organismo e vai deixar de seleccionar os alimentos, deixando entrar tudo para o interior do organismo. E assim começam os problemas de filtragem, passando depois para o fígado e posteriormente para os rins. 
  • Lembre-se que não tem de estar preso a problemas hereditários, a epigenética e a nutrigenética já nos explicam isso. A nossa alimentação e estilo de vida podem silenciar os genes de doenças hereditárias. 
Cuide da sua saúde hoje, para um dia não ter de cuidar da doença. Assim nos diz o Dr. lair Ribeiro: Quem não tem tempo para cuidar da saúde, um dia terá de ter tempo para cuidar da doença. 


Fonte principal:
Revista Novos Rumos de Kunio Inamoto

Mais informações no grupo Amor à Saúde.

Artigos Relacionados:

terça-feira, 21 de outubro de 2014

Os "segredos" da longevidade oriental

Como sabemos e, segundo a OMS, o oriente em geral, e o Japão em particular, tem a taxa mais elevada de Esperança Média de Vida. 

O que me fascina nesta cultura, não é só a sua longevidade, mas sim a sua saúde ao longo da vida. Porque aqui, no Ocidente, até estamos a viver cada vez mais, mas nem por isso estamos a viver melhor. 

Chegados aos 50 ou 60 aparecem os primeiros problemas de saúde: colesterol, tensão arterial, osteoporose, diabetes, e mais para a frente, Alzheimer, AVC`s, etc, etc. Não estamos de facto a viver bem. 

Os orientais levam a saúde muito a sério, mas sem grandes esforços. É um estilo de vida. A nossa saúde física não tem impacto apenas no nosso organismo. A saúde física controla igualmente a nossa saúde mental. 

Hábitos de boa saúde física, mental e espiritual dos Japoneses tradicionais:
  • Consumo de muito peixe (refeições ricas em Ómega 3)
  • Os alimentos deles não tem sabor doce ou salgado como os nossos. São sabores mais neutros. Eles procuram o doce e o salgado no sabor natural do alimento
  • Consumo alto de algas: ricas em magnésio e iodo
  • Grande consumo de vegetais crus (folhas verdes) e frutas 
  • Os alimentos crus devem ser 70% da nossa alimentação diária
  • Consumo de soja fermentada (óptimo alimento sobretudo para as mulheres)
  • Consumo regrado de alimentos (eles comem para nutrir, não para encher)
  • Consumo de Geleia Real (muito bom para retardar o envelhecimento)
  • Consumo de bebidas quentes às refeições para facilitar a digestão (chás e caldos quentes)
  • Mastigar muito bem os alimentos (entre 20 a 50 vezes) 
  • Exercícios de purificação do corpo e da mente
  • Exercício físico diário (tai Chi; Chi Kung, etc.)
  • Uso de ervas medicinais em vez de medicamentos
  • Não consomem alimentos industrializados
  • Contacto forte e grande respeito para com a natureza (purificadora da energia da alma)
  • Respeitar o ciclo natural do organismo:
    • Período de ingestão (das 12 às 20 horas) almoço e jantar
    • Período de assimilação (das 20 às 04 horas) período de descanso
    • Período de eliminação (das 04 às 12 horas) ingestão de frutas e fibras

Os Japoneses vêem a saúde como um todo. Eles trabalham o equilíbrio entre corpo, mente e espírito de forma a enaltecerem-se à plenitude da vida. Isso é viver!

Mudar hábitos: Nós aprendemos desde pequenos a tratar um problema de saúde mas não a preveni-lo. Aprendemos a sobreviver e não a viver. Mas assim como aprendemos de uma maneira, também aprendemos da outra. É uma questão de disciplina. Quem quer muda. 

Melhorarmos a cada dia: Os hábitos não são eternos, eles podem ser alterados. O objectivo do ser humano é evoluir, crescer de dia para dia. É isso que devemos fazer. Lutar por uma saúde cada vez melhor, lutar por termos equilíbrio, lutarmos por sermos melhores a cada dia. 

O que é viver bem? Viver significa estarmos bem de saúde. A saúde engloba saúde física, mental e espiritual. Se vive em completa ansiedade, com stress, com problemas de saúde, sabe que algo tem de ser mudado, não é verdade? 

Como diz o Dr. Lair Ribeiro: Quem não tem tempo para cuidar da saúde, um dia terá de ter tempo para cuidar da doença. 

Adopte um estilo de vida saudável, viva bem e em harmonia!

Fonte principal: Dr: Kunio Inamoto

Artigos Relacionados:
Soja: Como consumi-la?
Chlorella: Porque devemos consumi-la? 
Arroz Integral: Benefícios
Peixe em vez de Carne
Alimentação Alcalina

quarta-feira, 15 de outubro de 2014

Chlorella: Porque devemos consumi-la?

Interesse: A Chlorella é um alga de água doce e foi umas das primeiras formas de via no planeta terra. Consta-se que tenha sido a responsável por tornar o planeta habitável porque ela teve e tem a capacidade de eliminar gases tóxicos que o tornava inabitável. 

Ela tornou-se mais conhecida depois de ser utilizada para desintoxicar o povo Japonês vitimas do desastre ecológico de Minamata. Actualmente, as crianças japoneses são obrigadas a tomar entre 10 a 12 cápsulas de Chlorella por dia nas escolas. Depois de conhecida, ela começou a ser utilizada também pelos astronautas pela sua capacidade fotossintética. 

Principais benefícios da Chlorella:
  • Ela limpa os metais pesados e toxinas do organismo 
  • Alcaliniza o organismo
  • Eficaz contra doenças renais
  • Previne AVC´s provocados pela hipertensão e calcificação das artérias
  • Retarda e minimiza os sintomas negativos da menopausa
  • Bom para quem faz tratamentos de quimioterapia e radioterapia
  • Bom para minimizar os efeitos negativos dos alimentos industrializados e da poluição
  • Controla o colesterol
  • Perda de peso

Composição da Chlorella:
  • 65% de proteína
  • 13% de hidratos de carbono
  • 15 vezes mais de clorofila que o espinafre
  • 14 vezes mais vitamina E que o fígado
  • 2,1 vezes mais cálcio do que o leite (ver aqui os malefícios do leite)
  • 4,6 vezes mais vitamina B1 do que o arroz
  • 11 vezes mais vitamina B2 que o ovo
  • 5,8 vezes mais potássio que o leite
  • 4,6 vezes mais ferro do que o fígado
  • Fonte rica em magnésio
  • Rica em Iodo (bom para quem tem cistos ou nódulos: ver aqui mais sobre o assunto)
  • Riquíssimo em Minerais e Aminoácidos (consultar a Análise nutricional disponível abaixo)

Como consumir a Chlorella?

A Chlorella deve ser consumida diariamente. Ela está disponível em pó ou em cápsulas. O pó pode ser consumido num copo de água ou noutra bebida, não alcoólica, claro. Deve ser tomada em jejum antes das refeições, principalmente pela manhã quando será mais bem absorvida. 
Cada pessoa pode tomar entre 5 a 10 gramas de Chlorella por dia. 

Mais informações no grupo Amor à Saúde.

Fonte Principal:
Dr. Kunio Inamoto

terça-feira, 14 de outubro de 2014

O impacto do álcool na saúde

Imagem retirada de uma campanha contra o álcool
O consumo de álcool é uma realidade cada vez mais comum na sociedade e nas idades mais jovens. Isto deve-se à inconsciência das consequências do seu consumo no nosso organismo. 

Malefícios do álcool:
  • Destrói a flora intestinal. Um intestino sem saúde é um organismo sem saúde. Sabe-se hoje que a nossa saúde depende da saúde do intestino. É ele quem absorve os nutrientes e que faz a selecção dessa absorção. Se não estiver intacto tudo está comprometido. 
  • Destrói o pâncreas: pancreatite.
  • Provoca danos no fígado: hepatite alcoólica; gordura no fígado, cirrose.
  • Osteoporose. O álcool é um alimento super ácido e, para o organismo superar essa acidez precisa utilizar muitos minerais para o fazer. Então vai libertar cálcio, magnésio, etc., causando osteoporose. 
  • Aumentos da pressão arterial.


  • Aumento do colesterol.
  • Risco de doenças cardiovasculares.
  • Perda de massa muscular.
  • Alterações da pele e cabelo.
  • Redução dos níveis de testosterona.
  • Provoca danos cerebrais.
Grande parte das pessoas procuram o álcool para descontrair, mas na realidade não está a descontrair o organismo, pelo contrário, está a dar-lhe muito trabalho em eliminar tantos danos. 

Aos jovens: não bebam para agradar ou se integrarem na sociedade. A integração é feita através da nossa personalidade. Beber não faz parte da personalidade de ninguém. São formas de fugirmos e de nos escondermos. Não te escondas. Permite-te ser quem és. Se não te integram pelo que tu és, então procura outro grupo, esse não está ao teu nível. 

Já convivi com pessoas que bebiam, que fumavam ou que tinham outros maus hábitos, e não foi por isso que o fiz também. Defende a tua personalidade e vais ser admirado e mais respeitado por isso :) E acima de tudo, a tua saúde agradece! 

Soja: Como consumi-la?


Soja vendida nos supermercados: É muito comum vermos nas prateleiras do super mercado muitos produtos à base se soja. Mas a soja, tal como se vende nos supermercados, é prejudicial à saúde:
  • Interfere na absorção de nutrientes por parte do organismo como a proteína, inibindo a tripisica e estimula problemas pancreáticos e, o organismo começa a exigir mais vitamina B12 e Vitamina D desenvolvendo, a longo prazo, hipotireoidismo. 
  • Contém ácido fítico que absorve cálcio, magnésio, ferro, cromo e zinco do organismo. 
  • Tem anti-nutrientes.
  • Tem inibidores enzimáticos. Já aqui falei da importância das enzimas no nosso organismo. 
  • Pode gerar desequilíbrios hormonais porque tem fito-estrogénios, semelhante ao estrogénio da mulher. Pode gerar problemas sobretudo em crianças e homens. 

Consumo de soja pelos Orientais: Muitas pessoas afirmam que é uma boa opção dizendo que é um alimento consumido pelos orientais. Mas os orientais consomem a soja de uma forma particular: soja fermentada, muito benéfica à saúde, sobretudo na saúde da mulher.


O que é soja fermentada?
O feijão de soja passa por um processo de fermentação. É colocado em barris de cedro e deixado a fermentar durante 1, 2 a 3 anos. esta fermentação destrói todos os anti-nutrientes e as toxinas da soja e faz enaltecer os seus benefícios. 


Sendo os mais conhecidos e benéficos, o miso, natto e o tofu. Existem outros como o tempeh e o molho de soja, mas é preciso ter cuidado, porque são ricos em sódio. 

Qual o melhor miso?
Quanto maior a fermentação mais saudável se torna o alimento, porque destrói a toxidade e aumenta os efeitos benéficos. 
Existem misos onde acrescentam outros cereais, como cevada. Pessoalmente não recomendo. Não tem os mesmos benefícios, porque os benefícios que desejamos são os da soja. O miso que consumo tem 3 anos de fermentação e é apenas de soja. 


Como consumir o miso?
O miso para ser benéfico não pode ser cozinhado porque perde as qualidades. Então deve-se primeiro servir a sopa e colocar uma colher de sobremesa de miso e disolvê-la na sopa já servida. É necessário conter um pouco o sal na preparação da sopa, porque o miso é, por si só, rico em sódio. 


O tofu é uma boa opção para substituir a carne, por exemplo, normalmente usado por vegetarianos, mas é preciso alguma moderação com este produto uma vez que é de uma fermentação muito leve. 


Soja transgénica: 
É necessário ter em atenção a proveniência da soja. Porque grande parte da soja comercializada é proveniente dos EUA ou do Brasil e esta é transgénica, causando muitos problemas de saúde. Prefira soja proveniente do Oriente (Japão por exemplo). 


Benefícios da soja fermentada:
  • Boa fonte de proteínas
  • Uma boa aliada contra osteoporose
  • Alivia os sintomas da TPM (tensão pré-menstrual)
  • Alivia os sintomas da Menopausa
  • Aumento do Colágeno, evitando o envelhecimento precoce da pele
  • Por ser um produto fermentado, aumenta a qualidade da flora intestinal, por conter bactérias boas para o intestino.

Artigos Relacionados:

segunda-feira, 13 de outubro de 2014

Participação no Liebster Award

Fui nomeada pelo blogue Celestial Dreams para participar no Liebster Award. Assim sendo, tenho de seleccionar alguns blogues e responder a um questionário como mandam as regras. Aqui vai:

Blogues Nomeados:




Os blogues nomeados para participarem têm de:

- Colocar a imagem no respectivo blogue;
- Responder às 11 questões que o blogger escolheu;
- Nomear entre 4 a 11 blogues com menos de 200 seguidores e dar-lhe 11 questões da vossa autoria;
- Não podem nomear o blogue que vos nomeou;
- Informar os bloggers que escolheram acerca da vossa nomeação para que ele possa participar, oferecendo-lhe o link da vossa publicação para que ele conheça as regras;
Caso aceitem o desafio, comentem no blogue que vos nomeou para que ele possa ver as respostas às questões. 

Resposta às questões colocadas:

1- Apresenta-te como blogger e fala um pouco de ti.

Bem, o que posso dizer sobre mim e que seja do interesse para o blogue?
Posso dizer que sempre me preocupei com nutrição e saúde em geral embora não tenha nenhum problema de saúde. Penso que a prevenção deve ser prioritária. 

Sempre trabalhei com crianças, embora não seja a minha área (sou Historiadora da Arte) e desde muito jovem que o faço nas mais variadas actividades, mesmo como voluntária. Neste meio deparei-me com várias falhas na educação e nas necessidades das crianças e por isso escrevo sobre isso.  

Tenho um irmão Psicólogo, e isso despertou-me para a área do crescimento pessoal. O meu outro irmão sempre se interessou pela cultura Oriental, e isso influenciou-me. Fascinei-me pela sua sabedoria milenar, saúde e longevidade. E como gosto de seguir sempre os melhores procuro saber sempre mais sobre esta cultura e aquilo que possa contribuir para o nosso bem estar em geral. Muitas informações de saúde que apresento no blogue são retiradas da cultura oriental, nomeadamente a Japonesa, uma vez que são dos povos que mais vive e com mais saúde. 

Defendo que o nosso bem estar encontra-se no equilíbrio entre corpo, mente e espírito e por isso, faço por trabalhar os três campos. 

Essa minha filosofia de vida levou-me a criar este blogue para partilhar o meu conhecimento nestas áreas, a meu ver, fundamentais nas nossas vidas. É uma forma de partilhar aquilo que descubro, aquilo que penso, e aquilo que sei que resulta. 

2- Quais as razões que te levaram a criar um blogue?

Penso que já respondi na resposta anterior: é uma forma de partilhar informações que considero fundamentais para o nosso bem estar. Como as pratico e sinto-me bem com elas, decidi partilhá-las. Pode sempre ajudar outras pessoas ou inspirá-las a ter mais saúde e uma vida melhor. 

3- De onde surgiu a ideia para o nome do teu blogue?

Não sabia que nome dar ao blogue. Queria poder falar de tudo o que acho fundamental para o nosso bem estar, mas não encontrava um nome que permitisse essa abertura sem criar restrições temáticas nem às minhas reflexões, então ficou É o que é! 

4- Como defines o teu blogue?

É um blogue dedicado a tudo o aquilo que nos possa ajudar como seres humanos. 

5- O que gostarias de dizer aos teus seguidores?

Excelente pergunta. Digo-lhes que se dediquem àquilo a que são melhores. Todos temos um dom, e devemos aproveitá-lo para assim dar o melhor de nós ao mundo. Podemos fazê-lo estejamos onde estivermos. É isso que devemos fazer: dar o melhor de nós ao mundo e corrigir as nossas falhas. Essa correcção passa por termos disciplina, por nos alimentarmos bem (uma boa fisiologia permite-nos uma mente mais tranquila), praticar exercício físico, e praticar o bem. Praticamos o bem quando começamos por deixar de praticar o que está errado. E vivam sempre a pensar como gostariam de ser recordados um dia :)

6- Estás a gostar de ter um blogue?

Estou a adorar. É bom escrever e partilhar sobre aquilo que mais gostamos e com isso inspirar pessoas a uma vida melhor.

7- Quais os teus objectivos para o blogue?

Inspirar as pessoas a uma vida mais saudável, tranquila e consciente. 

8- Já conheceste alguém devido ao blogue?

Não. Apenas agradecem as minhas partilhas, sobretudo em grupos ligados à saúde. 

9- Qual a maior dificuldade porque passaste até agora no teu blogue ou para o criares?

Não tive grandes dificuldades. Apenas tive de me dedicar um pouco quando o criei porque era algo que nunca tinha feito. 

10- O que achas do blogue que te nomeou?

Interessante. Não tenho o hábito de acompanhar blogues sobre maquilhagem e moda, mas penso que vou deixar-me inspirar :)
11- Quais as tuas expectativas quanto ao futuro do teu blogue?

As mesmas de agora: que inspire as pessoas a uma vida consciente através da saúde física, mental e espiritual. 


As minhas questões aos nomeados:

1- O que pretendes com o teu blogue?

2- Se pudesses mudar uma coisa no mundo, o que seria?

3- És a mudança que gostarias de ver nos outros?

4- A coisa mais importante no mundo é... 

5- Como gostarias de ser recordado/a?

6- Que personalidades mais admiras?

7- Se pudesses falar com Deus e tivesses apenas uma oportunidade, o que lhe dirias?

8- Uma citação.

9- Uma música ou género musical achas que teria a capacidade de mudar o mundo para melhor.

10- O que mais gostas de ler?

11- Uma mensagem para quem está a ler. 

Obrigado!

sábado, 11 de outubro de 2014

Arroz Integral: Benefícios

O arroz é um alimento que faz parte da nossa alimentação diária, e como tal deve ser escolhido com atenção. Porque se o ingerimos diariamente, ele vai ter efeitos no nosso organismo, e se for de qualidade, esses efeitos serão positivos.

Arroz Branco
Este arroz foi refinado, ou seja, foi-lhe retirada a casca onde estão concentradas as vitaminas, minerais e a fibra. 
Lembro que os alimentos refinados são anti-nutrientes, ou seja, para além de não nutrirem, eles retiram minerais e nutrientes essenciais do organismo para os digerir. E tudo que é refinado vira açúcar no organismo, e sobe os índices glicémicos. 

Arroz Integral
Este arroz é um alimento completo, nutritivo, porque não passou por processo de refinamento. Ele tem todos os minerais, todas as vitaminas e as fibras necessárias às funções do nosso organismo. É um alimento vivo. Para além destes benefícios, ele contém Gama Orizanol, classificado como inibidor da oxidação. 

Outras benefícios do Arroz integral
O arroz integral é, do meu ponto de vista, o melhor hidrato para acompanhar refeições. Para além de ser dos poucos hidratos que se pode comer integral, porque não tem glúten, ele é mais duro que o arroz branco, pelo que é bom para o intestino. 

Os orientais, nomeadamente no Japão, eles ingerem o arroz no seu estado integral por ser um alimento nutritivo mas não só, ele é óptimo para a saúde do intestino. Um intestino saudável previne muitas doenças, incluindo o cancro. Os orientais defendem muito a saúde do intestino para a saúde em geral e isso tem-se comprovado.

Arroz Integral e o Intestino
O arroz integral por ser mais duro de mastigar como expliquei, ele é melhor para o transito intestinal. Ele exige uma melhor mastigação, e isso estimula a produção de saliva, essencial à digestão. 
Os alimentos que não exigem grande mastigação, não estimulam a produção de saliva e isso prejudica a digestão e, como tal, compromete a saúde do intestino. 

Como consumir arroz integral?
O arroz integral, como qualquer grão no seu estado puro, têm substâncias que agem como anti-nutrientes e que dificultam a absorção de nutrientes e minerais essenciais. Como tal qualquer grão deve ficar de molho antes de ser consumido. Quanto mais tempo ficar de molho, mais anti-nutrientes ele vai libertar para a água. Se deixar germinar (de molho de um dia para o outro), que seria o ideal, os anti-nutrientes desaparecem cerca de 90%. Antes de o consumir, retirar a água e lavar novamente, escorrer, e depois pode cozinhar à vontade. 

Nós somos o que comemos, por isso, vamos escolher o melhor para a nossa saúde. Ela agradece e proporcionar-nos-á saúde e longevidade. Faça escolhas conscientes.

Artigos Relacionados:

quarta-feira, 8 de outubro de 2014

Dormir com saúde

Se na época das cavernas dormia-se cerca de 11 a 12 horas, actualmente dorme-se 6 ou 7 horas e, grande parte das vezes, com o sono interrompido. Dorme-se pouco e com pouca qualidade.

Se dormir bem é uma das bases para se ter saúde, então vale a pena investir no sono.

Investir no Sono:
  • Antes de ir para a cama uma a duas horas, reduza a intensidade da luz em sua casa para avisar o cérebro de que a noite chegou. Assim o cérebro adapta-se e prepara-se para uma noite de sono.
  • Tente ir para a cama cedo o suficiente para não se preocupar com a hora de levantar. Se for muito tarde e tiver de levantar-se cedo, vai adormecer com isso na cabeça e poderá não relaxar o suficiente para ter um sono reparador.
  • Não coma antes de ir para a cama. Deixe passar a hora da digestão (pelo menos 2 horas). Se tiver fome meta uma colher de mel à boca, ou algo leve, o suficiente para retirar a fome. A digestão não permite o corpo "desligar". Até pode dormir, mas a hormona do crescimento, que nos mantém saudáveis, não é activada porque o corpo está a trabalhar. 
  • a hormona do crescimento, activada num sono reparador, é também responsável por transformar a gordura em músculo, e eliminar o stress causado durante o dia.
  • Durma no escuro total. Ter uma luz, por mais pequena que seja, não permite a hormona do crescimento activar, porque vai ter micro despertares e não obtém o descaso profundo que deveria.
  • Se não gostar de adormecer no escuro, existem aparelhos que desligam após uns minutos. Quando ele desligar você já está a dormir e não sente falta da luz.
  • Durma confortável. Invista num colchão e almofada confortáveis. A almofada deve ficar pelo pescoço. Se abranger as costas não permite o relaxamento da coluna.
  • Adormeça a pensar ou imaginar naquilo que mais gosta. O seu sono será mais tranquilo. 
  • Se você dorme bem não se vai levantar de madrugada para ir à casa de banho. Mas se você o faz, evite ligar a luz porque interrompe o ciclo do sono e o organismo terá de recomeçar o processo novamente. Tenha uma lanterna ao lado da cama para o fazer e com uma luz fraca. 
  • Evite aparelhos eléctricos no seu quarto, mas se os tem desligue-os da ficha, mesmo que seja um simples candeeiro. Porque mesmo desligados, se estiverem ligados à corrente, esta forma uma corrente eléctrica no quarto e perturba o ciclo do sono.
Outras dicas:
  • Acorde mais cedo 10 minutos para se preparar com calma para sair. Pode perder 10 minutos de sono, mas esses 10 minutos vão-lhe oferecer relaxamento para o resto do dia. Porque se já sai de casa cheio de pressa isso cria stress no seu organismo, que durará o dia todo. O dia começa de manhã. Acorde e tome o pequeno almoço com calma e receberá a recompensa desse relaxamento durante o dia todo. E isso irá reflectir-se no sono da noite.
  • Exercite-se. Fazer exercício faz-nos gastar a energia física e acalmar a energia mental já que faz despertar a serotonina. A serotonina dá-nos mais boa disposição e faz-nos dormir melhor.
  • Alimente-se bem. Uma boa alimentação dá os nutrientes suficientes ao organismo e este responderá de acordo com as necessidades do dia. Lembre-se que até para dormir o organismo necessita de ter saúde. 
  • Descubra a meditação na sua vida. A meditação permite-nos conhecer-nos e assim saberá do que necessita para se sentir melhor. 

Quantas horas devemos dormir?

Cada pessoa é uma pessoa. Há pessoas que necessitam de dormir 10 horas, outras apenas 8 ou 9. 
Por exemplo, os adolescentes sentem-se bem a dormir 11 ou 12 horas devido às hormonas e ao crescimento e desenvolvimento que estão a viver.  
Uma pessoa de mais idade normalmente dorme menos tempo. 

Como saber se estou a dormir o necessário?
  • Se ao acordar sentir-se revigorado, cheio de energia. 
  • Se a cama, quando se levantar, não estiver remexida. Quanto mais arrumadinha estiver a cama, mais qualidade terá tido o seu sono. 
  • Se não andar cansado o dia todo. Embora se recomende sempre uma sesta depois do almoço para restaurar as enzimas e revigorar as energias. 
Cuide da sua saúde e ela recompensa-o com saúde e bem estar. 

Artigos Relacionados: