Evitrinne Amor à Saúde: Novembro 2015

quarta-feira, 11 de novembro de 2015

Os Perigos da Quimioterapia e Radioterapia

Quando uma pessoa é diagnosticada com cancro, o primeiro impulso é fazer quimioterapia ou radioterapia, sem serem avaliadas as suas reais necessidades nutricionais. 

O desenvolvimento de um cancro é consequência de um mau estilo de vida: maus alimentos, más bebidas, sedentarismo, stress, etc. 

Então, se isso aconteceu, é natural que o tratamento comece por uma reeducação alimentar e mudanças no estilo de vida. Começar com a eliminação dos alimentos inflamatórios: 
- Açúcar, 
- Glúten (massas, pão)
- Leite, 
- Alimentos processados, 
- Alimentos refinados (arroz branco, massas)
- Excesso de carne. 


E optar por uma alimentação rica em: 
- Vegetais, 
- Legumes, 
- Batata doce como hidrato
- Frutas, 
- Algum Peixe, 
- Frutos vermelhos (antioxidantes) 
- Alimentos anti-inflamatórios (açafrão da índia com pimenta preta, gengibre, água de coco, polpa de coco, etc.), 
- Beber bastante água alcalina, 
- Fazer exercício físico, etc. 
(Ver mais informações no artigo sobre o cancro.)

Quimioterapia a Radioterapia:

O Departamento de Ciências da Vida da Universidade de Coimbra revelou o perigo da quimioterapia e radioterapia para tratamento do cancro, referindo que ...estes tratamentos convencionais poderão também potenciar ainda mais a malignidade de um tumor. E que ...a origem das células estaminais cancerígenas é multifacetada e que algumas podem mesmo tornar-se mais letais por acção dos tratamentos de quimioterapia.

O cancro é resultado de um organismo debilitado com baixa imunidade e a quimioterapia vai piorar a situação, porque baixa ainda mais a imunidade. Então, ainda que se consiga eliminar a expressão do cancro, o organismo continua num estado de doença, ainda mais debilitado e, se a pessoa não alterar o seu estilo de vida o cancro voltará a expressar-se mais cedo ou mais tarde. 

Faça escolhas conscientes. 


Artigos Relacionados: